Turismo

Turismo na Cidade

Ponte General Osório

Entregue para a população em 1950, a Ponte General Osório tornou-se símbolo e história de Manoel Viana. É parada obrigatória na cidade e proporciona aos visitantes uma bela visão do pôr-do-sol sobre o Rio Ibicuí.

Praça Augusto Marques Álvares da Cunha

A praça é o ponto de encontro vienense. É possível aproveitar a praça com brinquedos para as crianças, bancos, jardins e
quadra poliesportiva.

Praia do Silêncio e Praia Camping Rainha do Sol

Durante as férias de verão, as praias de água doce de Manoel Viana são atrações imperdíveis. São praias com infra-estrutura para aproveitar ao máximo o clima agradável do verão e as águas geladas do Rio Ibicuí.

Turismo Rural

Fora do perímetro urbano, é possível fazer ótimos passeios e curtir a natureza intocável. A potencialidade do turismo rural de Manoel Viana aos poucos se revela, trazendo lugares inesquecíveis para os moradores, visitantes e turistas.

Fazenda Recanto do Ibicuí

Localizada a 12 km do Centro de Manoel Viana, a Fazenda Recanto do Ibicuí oferece serviços como hospedagem e lazer, ideal para quem gosta de cavalgadas, praia de água doce e banho de rio, fazer trilhas e aproveitar a natureza típica do pampa gaúcho.

 Cerro da Jaguatirica

O Cerro da Jaguatirica fica a 17 km do Centro de Manoel Viana, a caminho da Barragem do Itu. É possível vivenciar a vida no campo e a natureza em um só lugar, fazer caminhadas pelos paredões rochosos, que compõem a extensão do Cerro, a campanha gaúcha e aproveitar as áreas preservadas de mata.

O Cerro da Jaguatirica possui um histórico preservado. A localidade pertenceu inicialmente à Família Saldanha, e é possível visitar em cima do cerro o túmulo dos primeiros moradores da região. A lenda, que explica o nome do Cerro, é uma história contada através de diversas gerações. Duas mulheres estavam em cima do Cerro quando mataram uma onça jaguatirica a pauladas.

Atualmente 23 famílias moram em propriedades ao longo do paredão. Há nove anos, a comunidade formou a Associação dos Moradores do Cerro da Jaguatirica, que conta com o apoio do órgão estadual Emater-RS. As entidades buscam o desenvolvimento e auto-sustento da comunidade, manter as tradições vivas, além de introduzir culturas como o melhoramento genético, o cuidado com o meio ambiente e o artesanato para o dia-a-dia das famílias.

A produção das famílias do Cerro concentra-se na pecuária e no artesanato de lã. Entre as conquistas, destacam-se prêmios de artesanato em lã de ovelha e o bicampeonato na olimpíada de jogos rurais.

Barragem do Itú

Localizada no 3º Distrito de Manoel Viana, a obra inacabada da hidrelétrica Barragem do Itú é um ótimo programa para o fim de tarde. Lá é possível aproveitar as pedras em volta da barragem e apreciar o pôr-do-sol sobre a ponte.

A construção teve início em 1960, no governo federal de Jânio Quadros e, posteriormente, de João Goulart, durante o governo estadual de Leonel de Moura Brizola. A obra foi interrompida duas vezes: em 1962, por falta de verba; E em 1964, paralisando por tempo indeterminado após estudos técnicos constatarem que a capacidade de produção energética iria gerar apenas um terço da energia pretendida.

Gruta do Rincão dos Pintos

Localizada ao noroeste do Centro, no Rincão dos Pintos (propriedade particular), a Gruta é mais uma beleza natural de Manoel Viana. Possui amplas galerias e duas entradas principais.